Como fazemos?

Parcerias em projetos, pesquisas e cursos

Para a definição do escopo de um projeto, pesquisa ou curso em parceria com empresas e organizações públicas e privadas, o TIME UFMG segue uma metodologia voltada para identificar os problemas e soluções potenciais aplicando o conhecimento científico visando a inovação em processos, produtos e serviços. As etapas de condução de um projeto são:

 

Diagnóstico

O parceiro em potencial entra em contato com a equipe do TIME UFMG que irá definir em conjunto com os responsáveis e tomadores de decisão o contexto e o problema vivenciados, bem como os cursos de ação possíveis.

Definição de escopo & alinhamento de expectativas

A equipe do TIME desenvolve uma minuta de projeto, na modalidade de extensão, que é apresentada, debatida e ajustada às expectativas dos parceiros, bem como aos procedimentos internos da UFMG. Nesse momento chega-se ao custo do projeto, bem como a definição dos recursos e investimentos requeridos ao parceiro e das contrapartidas da UFMG.

Trâmites, aprovações & formalização da parceria

O projeto é encaminhado às instâncias cabíveis da UFMG para que o projeto possa ser analisado, o que permite firmar convênios e/ou contratos que formalizam a parceria.

Início do projeto & Condução das atividades

O projeto é conduzido de forma interativa e colaborativa, através de reuniões, debates, apresentações, em conformidade com o escopo definido.

Fechamento e feedback

Ao final do projeto a equipe prepara os produtos e relatórios internos e externos, incluindo a publicidade e promoção da parceira perante a comunidade e sociedade.


Técnicas e metodologias utilizadas 

Nos projetos, pesquisas e cursos do TIME UFMG empregamos diferentes técnicas com rigor científico, visando o desenvolvimento de soluções ao mesmo tempo inovadoras e robustas. Abaixo algumas das técnicas empregadas em projetos do núcleo TIME UFMG.

Técnicas Qualitativas

  • Entrevistas em profundidade
  • Grupos de foco (tradicional & on line)
  • Laddering (Mapa Hierárquico de Valor)
  • Técnicas projetivas
  • Diários de compra e comportamentos
  • Tendências e Padrões em Redes sociais (Social networks)
  • Etnografia e Netnografia
  • Cliente Misterioso, Cliente Oculto ou Cliente Fantasma (Mistery shopping)

Técnicas Quantitativas

  • Questionários (Survey) e levantamentos
  • Pesquisa por observação
  • Experimentos
  • Levantamento e análise de dados secundários (desk research)
  • Modelagem e análise integrada de bancos de dados de negócios

Métodos e técnicas estatísticas

  • Amostragem
  • Estatística Descritiva
  • Testes Estatísticos de Hipóteses
  • Correlações e associações entre variáveis
  • Análise de Regressão Multivariada
  • Análise de Séries Temporais (Previsão)
  • Planejamento de Experimentos
  • Análise Conjunta (Conjoint Analysis)
  • Regressão Logística
  • Análise Discriminante
  • Modelos de sobrevivência (tabelas de sobrevivência Cox, time dependent Cox-regression)
  • Análise Fatorial e Análise de Componentes Principais
  • Análise de Clusters (Conglomerados)
  • Análise de Dados Categóricos
  • Análise de Correspondência
  • Análise de Tabelas de Contingência